domingo, 15 de outubro de 2017

Suposta queda de OVNI no Chile: 19 anos de acobertamento.


A imagem pode conter: atividades ao ar livre

Thiago Luiz Ticchetti - ufólogo/UFO researcher

Ontem às 11:49

Queda de OVNI no Chile: 19 anos de acobertamento.

Considerado por alguns o "Caso Roswell do Chile", a queda de um objeto desconhecido sobre o monte Las Mollacas, situado na região norte do Chile, completou 19 anos recentemente. Em 07 de outubro de 1998 a tarde estava quente quando numerosas testemunhas afirmam terem observado a queda de um objeto de cor prateada contra o monte, próximo a seu cume. A ocorrência gerou uma autêntica romaria à região de difícil acesso, fartamente cobertos pela imprensa chilena na ocasião. Boa parte das testemunhas, além de ufólogos que visitaram a região logo após o fato, descrevem que era comum observar brilhos estranhos no Las Mollacas nos dias imediatamente posteriores ao incidente.

Uma das testemunhas foi Raúl Flores, que disse: "Pude ver o objeto no monte, era parecido com um disco que refletia o Sol com brilho metálico, o vi junto a várias outras pessoas. Nunca havia visto nada parecido". Marco Antonio Gallardo, conhecido comunicador do país, igualmente afirmou ter visto o objeto, dizendo que soltava fumaça, era cilíndrico e com 3 ou 4 metros de diâmetro, com coloração vermelha. Em 09 de outubro alguns civis acompanharam um grupo de Carabineros, vindos de Paihuano, na tentativa de chegar ao local onde caiu o UFO. Não encontraram nada de anormal no lugar de difícil acesso, onde se chegava após seis horas de caminhada.

No dia seguinte, 10 de outubro, mais um grupo de Carabineros fez o trajeto até o local do incidente, desta vez acompanhado por funcionários do Grupo de Operações Especiais (GOPE) vindos de Santiago. O esforço foi tamanho que um dos cavalos usados, de nome Calambrito, morreu, e novamente nada se encontrou na região da suposta queda do UFO. Houve muita especulação a respeito da presença de pessoal do Exército, com caminhões e helicópteros, nas horas imediatamente posteriores ao ocorrido e que chegaram ao local da queda por outro caminho, na parte posterior de Las Mollacas. Uma das possíveis explicações para o caso veio do especialista em fotografia astronômica do observatório de Cerro Tololo, Arturo Gómez, destacando a possibilidade de ter sido um meteoro que explodiu antes de atingir a superfície, espalhando pequenos pedaços pela região.

Juan Castillo, um dos principais ufólogos do Chile e autor de vários artigos e livros sobre o assunto, afirmou que o caso deveria ser aberto para uma investigação mais aprofundada. Ele descreveu rumores de que em uma recente operação militar, chamada Operação Unitas, três drones militares se aproximaram do local da suposta queda em 1989 e um deles caiu sobre o Las Mollacas. Castillo acredita que ainda possam existir vestígios do UFO de 1998 no monte, e critica os pesquisadores que na época poderiam ter se dirigido ao local para investigar e não o fizeram. Os planos de Juan Castillo ainda envolvem um levantamento completo das testemunhas do incidente que ainda vivem na região, e realizar entrevistas com elas a fim de tentar esclarecer o mistério.

Fonte: https://www.facebook.com/groups/pesquisasufo/permalink/1732295253732517/

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Gigantesca Nave Mãe abandonada em orbita de Saturno?


Posted by Thoth3126 on 11/10/2017

IAPETUS, uma LUA ARTIFICIAL no Sistema Solar:

IAPETUS é uma enorme  Nave Mãe alienígena (com cerca de 1.440 km de diâmetro) abandonada  e/ou camuflada em uma estranha e excêntrica órbita de SATURNO, como uma de suas luas, sendo a mais afastada de todas.

Este estudo  toma como base de referência, a análise detalhada de IAPETUS, uma das luas de Saturno, sem dúvida a mais estranha de todo o sistema solar…

Edição e imagens: Thoth3126@protonmail.ch

... Esta análise foi realizada por Richard C. Hoagland em 2005, e sua base de dados é a mais completa, pois até agora ninguém a havia feito.

Fonte: http://www.enterprisemission.com/moon2.htm

I – Resumo:

…  À luz desses dados, pelas anomalias detectadas e as artificialidades encontradas, podemos concluir, sem sombra de dúvida, que o nosso sistema solar está repleto de artefatos procedentes de outras civilizações inteligentes, alguns dos quais, são verdadeiras estações espaciais, com forma esferóide, ou seja, satélites artificiais colocados na antiguidade por alguma razão, orbitando alguns dos planetas do nosso sistema solar (no caso específico de IAPETUS, é mais provável se tratar de uma imensa [ com 900 milhas = 1.440 quilômetros de diâmetro], nave mãe abandonada (?) por sua tripulação há muito tempo).

O que encaixa com muitas peças do puzzle exocientífico, à luz dos dados: O nosso sistema solar é binário (possui DOIS SOIS) e artefatos como IAPETUS, poderiam nos ajudar a explicar alguns dos grandes mistérios dos satélites que orbitam a estrela ANÃ MARROM que esta entrando novamente em nosso sistema solar, e compreende a perturbação oriunda de Sagitário, e da posição das coordenadas da junção no sistema solar (a área entre 20 e 30 U.A. do Sol).

Quadro comparativo do tamanho dos principais satélites de Saturno e a sua principal Lua Titã, a maior de todas.

O presente estudo resolve a questão da artificialidade de IAPETUS, de forma evidentemente inquestionável; a luz dos dados da exaustiva análise de Richard C. Hoagland, em 2005: IAPETUS é um satélite esferóide artificial, sem sombra de dúvidas. E abre a porta para as seguintes questões: Com exceção de Iapetus, cuja artificialidade foi demonstrada,

1 – Há mais “luas” artificiais orbitando outros planetas em nosso velho Sistema Solar?;

2 – Que relação tem estes satélites artificiais com a zona de “passagem” ou trânsito da perturbação de Sagitário? (O cenário de simulação 4 da planilha de trabalho StarVieWerNIII) Ao que temos denominado Ponto de Passagem ou (PI=>20<35UAs). (Esse ponto de passagem provavelmente se refere ao ponto de cruzamento do segundo SOL de nosso sistema – a estrela ANÃ MARROM – (não se trata de Nibiru, que é outro assunto e objeto); ;

3 – Quantos anos têm estes satélites artificiais e que relação POSSUEM com as artificialidades existentes na nossa PRÓPRIA LUA e no solo de Marte à luz dos novos dados?;

Mais informações sobre a LUA da TERRA:


II – A análise da Artificialidade confirmada de IAPETUS.

1 – Jápeto (IAPETUS) é um dos satélites mais estranhos do nosso sistema solar. Ele mede cerca de 1.500 km de diâmetro, e está atrás em tamanho de Titan e Rea, sendo o terceiro em tamanho, dos que orbitam Saturno. Leva para completar uma viagem em torno de Saturno 79,33 dias, a uma distância média de 3.561.300 quilômetros. Descoberto por Giovanni Cassini em 1671, que nomeou a sonda Cassini.

A própria NASA admite a raridade do objeto, mas argumenta que sua formação vem da Nuvem de Oort, e que sua origem é devida aos resíduos antigos de sólidos existentes ali, ou colisões cósmicas desde a origem do nosso sistema solar. No entanto, ela não esclarece suas anomalias, porque não há explicação natural que baste para explicar a sua configuração esferóide e a muralha central de 20 quilômetros de altura em seu equador, dividindo-a em duas metades perfeitas, assim como cada uma das peculiaridades que estamos prestes a apresentar neste estudo.

2 – A configuração e as características do satélite IAPETUS, com relação à reflexão da luz solar: A sua forma é esférica, mas devido a uma configuração dodecaedro-esferoidal, que ocorre da mesma forma que reflete a luz solar.

A seguir, as estranhas imagens originais tomadas pela sonda Cassini enviadas pela NASA e analisadas por Richard C Hoagland, em 2005.

A Incidência da luz revela a sua forma GEOMÉTRICA artificial , desgastada pela ação do tempo!!!

Abaixo um detalhado exame da projeção DA LUZ sobre as fotos originais de IAPETUS tiradas pela sonda Cassini em 2004.

Projeção Hiper Geométrica de Iapetus: Geometria de Arestas.

Do mesmo modo se observa um imenso artefato em forma de charuto na primeira imagem acima à esquerda, refletindo a luz e que parece sobrevoar o seu canto escuro. Comparando-se o fundo depois de dois dias, também se poderá ver as arestas que mostram a estrutura artificial dessa misteriosa “LUA” de Saturno,  IAPETUS.

Uma das faces de IAPETUS é sempre frontal a Saturno, da mesma forma que a Lua da Terra (QUE TAMBÉM É UM CORPO ARTIFICIAL).

Olhe para esta curiosa foto anterior, feita pela sonda Cassini de 22 de outubro de 2004, na época, não foram identificados o que eram os objetos cilíndricos e o número de casos de artificialidade que foram exaustivamente analisados em Starview Team. À luz de novas informações, completando assim o estudo de R.C. Hoagland. Observem o tráfego de artefatos não identificados encontrados em IAPETUS  pela sonda Cassini assim como as arestas encontradas na sua superfície.

Erosão anormal das arestas de IAPETUS

Nesta foto acima ampliada, se podem observar as arestas, assim como a erosão das mesmas devido ao transcorrer do tempo, o impacto de cometas, asteroides, meteoros e erosão cósmica na superfície. No equador central pode se deduzir assim sua erosão.

III – Rotação e geometria de Iapetus

Observa-se que para cada rotação em seu próprio eixo,  IAPETUS  também completa uma rotação ao redor de Saturno. Esta peculiaridade é única de IAPETUS no Sistema Solar. Assim mesmo, pode destacar uma rotação síncrona perfeita, que se verifica em 79 dias que leva para completar sua órbita ao redor de Saturno.

E o ponto negro em Iapetus ????

A geometria desta inexplicável anomalia implica na existência de algum mecanismo interno de automotriz de propulsão, que desafia claramente os padrões conhecidos de todos os satélites do Sistema Solar. As imagens obtidas pela Voyager 2, exibidas acima,  mostram outra anomalia interessante: o ponto negro central.

Comparação de IAPETUS, com uma esfera. Geometria esferóide hipergeométrica.

A seguir foto tirada pela sonda Cassini em 31 de dezembro de 2004, a 40.000 milhas de IAPETUS. Podem se observar zonas que revelam a geometria artificial, ou plana cuja morfologia geométrica é incompatível com um satélite natural, como as existentes nos demais satélites do sistema solar.

IV – ABAIXO:  Análise detalhada da borda central, e da superfície de IAPETUS. Precisamente a imensa borda retilínea que marca o equador de IAPETUS. (Com uma altura de 20.000 metros. Em termos de comparação, o Monte Everest, a maior montanha da Terra tem 8.858 metros de altitude menos da metade do “muro central” de IAPETUS).

Vamos examinar mais detalhadamente essa borda. Ela é assombrosamente parecida com a nave estrela da morte do filme “Star Wars” de George Lucas que reconhece que se inspirou em IAPETUS.

A “Lua IAPETUS” e a sua elevada borda (the Wall) equatorial, um muro artificial com quase 20 QUILÔMETROS DE ALTITUDE, ABSOLUTAMENTE simétrico.

Podemos observar de perto esta saliência e toda a sua simetria equatorial, e a erosão na mesma com maior detalhe. Parece que ambos os hemisférios do esferóide (as duas metades da Nave Mãe) foram literalmente montados exatamente pela saliência equatorial, o muro, o que parece ser uma junta de dilatação.

De acordo com a Teoria dos Campos Unificados de Einsten (UFT) este cinturão equatorial com cerca de 20 km de altitude no equador da esfera poderia ser a parte principal de um sistema de propulsão e navegação usando o eletromagnetismo e campo gravitacional como sistema de propulsão da enorme nave que teria capacidade de “dobra” do espaço e tempo.

Vemos a elevação central, com 20 Km de altura (!!!) em diferentes ângulos, com maiores detalhes.

Acima: Uma ampliação da borda mostra uma zona de 60 milhas de extensão em que podemos ver a perfeição simétrica deste detalhe artificial (o elevado muro equatorial), fato não encontrado em nenhum objeto natural do sistema solar:

V – Estruturas geométricas e retilíneas e as crateras geométricas

Observação de bordas retilíneas nas crateras: Neste quadro ampliado (abaixo) da imagem retangular em vermelho acima, aparece um conjunto notável e claramente definido de assombrosas formas retilíneas, repetidas por toda a superfície de IAPETUS, com formas tridimensionais, como se fossem restos de compartimentos construídos artificialmente, fotografado em cores e situado a vários quilômetros ao norte da parede, perto da fronteira entre a matéria marrom e a matéria branca no hemisfério avançado de IAPETUS (luz do sol desde a parte inferior esquerda). As formas retilíneas se repetem precisamente na orientação norte, sul, leste e oeste.

Detalhe de bordas retilíneas em ampliação.

Abaixo: Uma clara zona de artificialidades, pode ser observada aqui:

Se parecem com construções de células ou habitáculos subterrâneos.

Abaixo: IAPETUS que realmente é uma “LUA” diferente. Embora sendo o terceiro maior satélite de Saturno (após Rea e Titã) – com um pouco mais de 900 milhas de diâmetro (cerca de 1.500 Km)- como observado anteriormente, a órbita de IAPETUS  também é muito inclinada em relação com as demais luas de Saturno (ver abaixo) – a cerca de 15 graus … e esta muito afastado em mais de 2 milhões de milhas (~ 60x o raio de Saturno) de distância do planeta. Estes fatos são completamente anômalos e antinaturais.

A órbita (a mais externa em roxo e com 15º de inclinação) de IAPETUS é anômala e absolutamente diferente de todas as demais luas de Saturno assim como a sua distância do planeta.

Abaixo: Em ampliações de áreas especificas de fotos da superfície de se vêem claramente, o que parecem ser vestígios de arquiteturas de construções verticais artificiais, que nada tem a ver com às construídas pela natureza. Assim mesmo, das análises das fotos, podemos ver torres ou construções verticais muito elevadas.

E de uma forma ampliada, podemos ver algumas dessas estruturas artificiais abaixo.

VI – Conclusão: IAPETUS é o primeiro satélite confirmado como artificial em nosso sistema solar, inclusive pelos próprios ex-funcionários da NASA. Recomendamos lerem o detalhado estudo na web de Richard C.  Hoagland, que conclui esta análise dizendo que o imenso objeto foi construído fora do nosso Sistema Solar, e trazido posteriormente para o nosso sistema e hoje orbita Saturno. Por que Saturno? E quando? e MUITO IMPORTANTE, foi construído POR QUEM????

Para mais dados ver matéria completa (em Inglês) em: http://www.enterprisemission.com/moon2.htm

Tradução: Marcos Ancillotti – Mundo UFO


“Tudo o que somos é o resultado do que pensamos. Se um homem-mulher fala ou age com um pensamento maligno, a dor o acompanhará como uma sombra. Se um homem-mulher fala ou age com um pensamento puro, a felicidade o segue, como uma luz que nunca o deixa”. – Budha  (Sidharta Gautama)


Muito mais informações, LEITURA ADICIONAL:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

phi-golden-ratiowww.thoth3126.com.br

Compartilhe:

domingo, 1 de outubro de 2017

Estranhos fenômenos acontecem em rodovia na Argentina


Rota Nacional 5, especialmente no trecho entre Trenque La Lauquen e Santa Rosa, tem sido palco de ocorrências inexplicáveis
Categoria: ABDUÇÕES | AVISTAMENTOS | CASUÍSTICA | INVESTIGAÇÃO | TELETRANSPORTE | TEMPO PERDIDO

CRÉDITO: ARQUIVO

ampliar

A presença de UFOs está associada a vários episódios misteriosos em estrada na Argentina

SAIBA MAIS

Nova edição de Sequestros Alienígenas já é um grande sucesso da Biblioteca UFOSuposto UFO teria caído em Acayuacan, MéxicoO XXI Congresso Brasileiro de Ufologia foi encerrado com absoluto sucesso

O ufólogo argentino Luis Burgos, do grupo Investigadores de Campo Ovni Unidos (ICOU), afirma que fenômenos estranhos acontecem há muitos anos na Rota Nacional 5, que tem sido ainda palco de muitas manifestações do Fenômeno UFO. Ele comenta que já houve casos que poderiam ser chamados de teletransporte, em que um motorista foi direto, por meios desconhecidos, do quilômetro 460 ao 580 em muito menos tempo do que o habitual. Até mesmo o que chamam de teletransporte instantâneo, quando motoristas não se dão conta de nada anormal até constatarem que levaram muito menos tempo para percorrer a distância que deveriam.
Um dos casos mais antigos aconteceu em 1959, quando um motorista dirigia seu automóvel pela Rota Nacional 3, outra via onde fenômenos estranhos têm sido registrados, quando se sentiu muito cansado. Isso aconteceu ao mesmo tempo em que uma luz violácea surgiu em meio à névoa que cobria a estrada. O homem parou no acostamento e decidiu dormir um pouco. Acordou surpreso, primeiro ao constatar que estava deitado no chão, e depois por não reconhecer o lugar onde estava. Seu carro não estava à vista, mas um caminhoneiro parou e lhe disse que estava em Salta, e seu carro foi encontrado pela polícia ainda na Rota 3. Burgos, também ligado à Fundación Argentina de Ovnilogía (FAO), diz que este outro grupo também tem investigado os casos ocorridos nessa região, mas que não existe qualquer hipótese para explicar as ocorrências.
Outro investigador da FAO, Diego Sánchez, descreve o caso do mecânico Carlos Colón, que percorria com sua caminhonete Chevrolet o quilômetro 465 da Rota 5 em 25 de agosto de 1999. Subitamente ouviu um zumbido insuportável, e considerando que era uma falha elétrica estacionou o veículo no acostamento. Nesse momento percebeu a presença de seres estranhos, medindo 2,5 m de altura, e Colón saiu do carro e tentou se esconder nas proximidades. Em poucos minutos os seres desapareceram "como mágica", nas palavras de Colón, porém o mecânico constatou que observou o desaparecimento dos seres próximo a um alambrado, a vários metros de onde havia se escondido, sem saber como havia chegado ali. Ele voltou a entrar na caminhonete e apesar de estar cansado dirigiu até o destino. Mais tarde foi atendido por médicos, dizendo estar com o corpo dolorido e enjoado. Burgos afirma que a sensação de cansaço é comum nas testemunhas que passaram por experiências de teletransporte na Rota 5. As ocorrências acontecem com maior frequência em Trenque Lauquen, mas também próximo a Catriló, Lonquimay, La Gloria, Uriburu e Anguil. O caso permanece sendo investigado.

Fonte: http://ufo.com.br/noticias/estranhos-fenomenos-acontecem-em-rodovia-na-argentina

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

El libro secreto ruso de las razas extraterrestres

Reunião ufológica do CSPU em Sobral


Bom dia a todos. Amanhã à noite estaremos realizando mais uma reunião para atualizarmos nossas informações sobre os Discos Voadores e você, que gosta do assunto, está convidado O local vai ser o mesmo das últimas, ou seja: Rua Coronel Diogo Gomes, 998 - Centro - Sobral. Espero os Ufólogos e simpatizantes da Ufologia a partir das 19 horas. Maiores informações pelos fones: (88) 999210172 e 988477189.

Abraço a todos

Jacinto Pereira.

UFO OVNI E CONSPIRAÇÕES: EUA e Canadá: Quase 2.000 UFOs rastreados pelo sis...

UFO OVNI E CONSPIRAÇÕES: EUA e Canadá: Quase 2.000 UFOs rastreados pelo sis...: 'Alien cover up': quase 2.000 UFOs rastreados pelo sistema de radar, mas detalhes suprimidos - Os agentes da RADAR que patrulham...

sábado, 23 de setembro de 2017

INTERNAUTA AFIRMA QUE VIU OBJETOS VOADORES NÃO IDENTIFICADOS NOS CÉUS DE SOBRAL

sexta-feira, setembro 22, 2017 22 comentários

Veja o relato do internauta na íntegra:

"Faz aproximadamente 04 anos que venho observando objetos não identificados nos céus de sobral geralmente entre as 18:20 e 19:40 mas na tarde de ontem me chamou atenção por passar mais cedo aproximadamente às 17:30.
Esse ponto branco acima da planta e o objeto em movimento não deu pra filmar pois eles passam rápido."

Fonte: Sobral 24 horas c/ Vc Repórter

Grifo meu: O caso será analisado pelo CSPU na reunião da próxima sexta 29/09 pelo técnico David Mendes e outros ufólogos do Grupo

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Mensagens extraterrestres: quem está tentando estabelecer contato com a humanidade?


OVNI (ilustração artística)

© Foto: Pixabay

CIÊNCIA E TECNOLOGIA

08:46 04.09.2017(atualizado 12:28 04.09.2017)URL curta

5172574

Desta vez, os astrônomos do projeto Breakthrough Listen conseguiram fixar vários sinais repetitivos que supostamente foram enviados de outra galáxia!

Os investigadores do projeto, que visa encontrar sinais de vida extraterrestre, receberam impulsos repetitivos do sinal de rádio FRB 121102, que podem ter sido enviados de uma galáxia localizada a três bilhões de anos-luz da Terra.

Mais anteriormente, os cientistas do Breakthrough Listen comunicaram ter conseguido detectar 15 sinais provenientes de uma galáxia anã.

Sinais espaciais

CC0 / PIXABAY

Quão populares somos? Terra recebeu 15 sinais enigmáticos de outra galáxia

As ondas em questão foram registradas pela primeira vez em 2007. Desde o primeiro recebimento das ondas enigmáticas, os cientistas vêm tentando captar mais impulsos para análise aprofundada dos mesmos. No decorrer do estudo dos sinais providos de regiões longínquas do nosso universo, surgiram mais opções para resolução do enigma: podem ter origem artificial e se tratar de tentativas de uma civilização extraterrestre de estabelecer contato.

De acordo com os cientistas, os sinais são representados por ondas de rádio tão complicadas que pode ser descartada a opção de "origem natural" deste fenômeno.

No entanto, essa descoberta não permite falar somente sobre fonte artificial de transmissão de impulsos, portanto, os astrônomos do Breakthrough Listen planejam continuar observando para encontrar caraterísticas desconhecidas, mas vitais para desvendar a origem do fenômeno.

https://br.sputniknews.com/ciencia_tecnologia/201709049268373-breakthrough-listen-extraterrestres-sinais-terra-galxia/